O desafio da informatização da Igreja

Conheça um pouco mais da Theòs Sistemas Eclesiais assistindo o mais recente vídeo comercial da empresa.

Na hora informatizar sua paróquia ou sua (arqui)diocese, escolha o melhor.

 

Compartilhar

Papa Francisco nomeia novo bispo auxiliar para a arquidiocese de Belém (PA)

Capa-Antonio-Ribeiro-1200x762_c

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 28 de junho, a decisão do papa Francisco em nomear novo bispo titular de “Braba” e auxiliar na arquidiocese de Belém (PA) o padre Antônio de Assis Ribeiro, SDB, atualmente vice-inspetor da inspetoria Salesiana São Domingos Sávio, no estado de Amazonas.

Nascido em 26 de julho de 1966, na zona rural do município de Capitão do Poço, no nordeste do Estado do Pará. Padre Antônio foi ordenado como sacerdote dia 17 de junho de 1995, em Ourém (PA).  O religioso concluiu licenciatura em filosofia, em 1989, no Centro de Estudos do Comportamento Humano (Cenesch), da arquidiocese de Manaus (AM). De 1991 a 1994 cursou teologia pela na Universidade Pontifícia Salesiana em Roma (Itália).

Padre Antônio tem experiência de atuação com a Pastoral Juvenil Salesiana e também com crianças e adolescentes, tendo exercido,  em 2005, a função de Conselheiro Municipal da Criança e do Adolescente, em Belém (PA). Em 2003, fundou, em Ananindeua (PA), o Centro Associação Damas Salesianas, organização voltada para a promoção do voluntariado feminino no espírito salesiano.

Papa nomeia novo bispo para a diocese vacante de Campo Maior, no Piauí

Capa-Francisco-de-Assis-1200x762_c

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 21 de junho, a decisão do papa Francisco em nomear novo bispo para a diocese vacante de Campo Maior, no Estado do Piauí. Trata-se do reverendo padre Francisco de Assis Gabriel dos Santos, C.Ss.R, atualmente é pároco na paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Garanhuns (PE).

Nascido em 05 de fevereiro de 1968, em Esperança (PB), padre Francisco de Assis foi ordenado como sacerdote dia 22 de julho de 2000, em Esperança (PB). O religioso concluiu licenciatura em filosofia, em 1994, pelo Instituo Teológico e Pastoral e bacharelado em teologia, em 1999, pelo Instituto Teológico São Paulo, com diploma pelo Instituto Santo Anselmo, de Roma.

Padre Francisco também formou-se jornalista, em 2010, pela Universidade Católica de Pernambuco. O religioso produziu programas de rádio, entre eles, o “Caminhos da Fé”, da Rádio Olinda (PE) e a publicação Dom Helder Abrindo Caminhos.

Papa Francisco nomeia dom Geremias Steinmetz como novo arcebispo de Londrina (PR)

Capa-Geremias

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 14 de junho, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante arquidiocese de Londrina, no Estado do Paraná, dom Geremias Steinmetz, transferindo-o da sede episcopal de Paranavaí (PR).

Nascido em 26 de fevereiro de 1965, em Sede Ouro, Sulina (PR), dom Geremias foi nomeado para a diocese de Paranavaí pelo papa Bento XVI, em 5 de janeiro de 2011. Sua ordenação episcopal aconteceu em 25 de março de 2011. Atualmente é o quinto bispo da diocese de Paranavaí. Seu lema episcopal é “Reconheceram-no ao partir o pão”.

Mestre em Liturgia pelo Instituto Salmo Anselmo, em Roma, Itália, dom Geremias exerceu várias atividades antes do episcopado. Já foi Vigário Paroquial na Catedral do Senhor Bom Jesus, em Palmas (TO); reitor do Seminário de Filosofia Bom Pastor e diretor do Instituto Sapientia de Filosofia; Coordenador Diocesano da Ação Evangelizadora da diocese de Palmas-Francisco Beltrão.

Também já exerceu os postos de assessor diocesano da Pastoral da Criança, da Liturgia e da Catequese. Atualmente, dom Geremiaz é membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e vice-presidente do regional Sul 2 da CNBB.

Fonte: CNBB

Papa Francisco nomeia três novos bispos auxiliares, dois para Curitiba (PR) e um para o Rio de Janeiro (RJ)

Padres Francisco Cota de Oliveira,  Amilton Manoel da Silva e Juarez Delorto Secco

Padres Francisco Cota de Oliveira, Amilton Manoel da Silva e Juarez Delorto Secco

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que o papa Francisco, acolhendo a solicitação do arcebispo de Curitiba (PR), dom José Antônio Peruzzo, de poder contar com a colaboração de mais dois bispos auxiliares, nomeou nesta quarta-feira, 07 de junho, o padre Francisco Cota de Oliveira como bispo titular de “Fiorentino” e auxiliar da arquidiocese de Curitiba e o padre Amilton Manoel da Silva como bispo titular de “Tusuro” e também auxiliar de Curitiba.

Na mesma ocasião, o papa Francisco também acolheu a solicitação do arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), cardeal Orani João Tempesta, e nomeou como bispo titular de “Vesegela di Numidia” e auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, o padre Juarez Delorto Secco.

Francisco Cota de Oliveira

Ele também foi coordenador diocesano de Pastoral da Juventude e Assistente Eclesiástico Diocesano do Movimento Cursilhos de Cristandade. É atualmente membro do Conselho do Economato Diocesano.Padre Francisco é natural de Pitangui (MG). Estudou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), em Belo Horizonte (MG), entre 1992 e 1998. Foi ordenado sacerdote em agosto de 1999. Exerceu o ministério presbiteral na paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Carmo do Cajuru (MG), entre 1999 e 2009, como vigário paroquial e pároco. Na paróquia de Itaúna (MG), foi administrador paroquial e pároco entre 2010 e 2016. Na paróquia Nossa Senhora do Pilar, em Pitangui (MG), exerceu o posto de administrador paroquial, onde se encontra até hoje.

Amilton Manoel da Silva
Nascido em 02 de março de 1963, em Osvaldo Cruz (SP). Padre Amilton Manoel da Silva ingressou na Congregação da Paixão de Jesus Cristo em 1991. Cursou Filosofia na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba (PR), de 1992 a 1995. Possui bacharelado e licenciatura em Filosofia, História e Psicologia. Fez a sua primeira profissão religiosa no dia 18 de janeiro de 1997, e foi ordenado presbítero em dezembro de 2000, por dom Luciano Mendes de Almeida.

Como presbítero, foi coordenador da equipe de espiritualidade da Família Passionista do Brasil, de 2002 a 2009, e secretário dos Superiores Maiores Passionistas da América Latina, de 2004 a 2007. Na província do Calvário, atuou como vigário paroquial das paróquias Nossa Senhora do Rosário e Santa Teresinha de Lisieux, em Colombo (PR), de 2001 a 2007. Foi ainda formador dos postulantes de 2001 2003, mestre dos noviços de 2004 a 2012 e conselheiro provincial de 2009 a 2001.

Desde 2012 é superior provincial e membro da secretaria de formação do Conselho Geral dos Passionistas. Neste ano, assumiu como pároco da paróquia São Paulo da Cruz, em São Paulo (SP).

Juarez Delorto Secco

Natural de Cachoeiro de Itapemirim (ES), padre Juarez Delorto Secco tem 46 anos. É bacharel em Direito, pela Faculdade de Direito de Cachoeiro do Itapemirim (FDCI). Possui especialização em Processo Matrimonial Canônico pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e também em Formação de Educadores, promovido em convênio com a Escola de Formadores da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (Osib – SC), com sede em Florianópolis (SC).Foi ordenado presbítero em março de 2001 e, desde então, pertence ao clero secular da diocese de Cachoeiro de Itapemirim, onde foi membro do Conselho Presbiteral; membro do Conselho Nacional do Prado; pároco da paróquia São Miguel Arcanjo, em Guaçuí (ES); pároco da paróquia São Sebastião, em Cachoeiro do Itapemirim, entre outras funções. Atualmente é pároco da catedral de São Pedro Apóstolo, na sede diocesana.

Fonte: CNBB

Papa Francisco nomeia dom José Mário Scalon Angonese para a diocese vacante de Uruguaiana (RS)

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou na manhã dessa quarta-feira, 31 de maio, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante diocese de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, dom José Mário Scalon Angonese, transferindo-o da sede titular de “Giufi” e do ofício de auxiliar na arquidiocese de Curitiba.

Dom-Mario-argonese-1200x762_c

Nascido em 1º de junho de 1960 no município de Unistalda (RS), dom José Mário Scalon cursou Filosofia e Teologia no Seminário Maior de Viamão, da arquidiocese de Porto Alegre. Obteve licenciatura em Filosofia, com especialização em Psicologia da Educação da Faculdade de Filosofia, em Canoas (RS). Foi ordenado sacerdote em dezembro de 1989.

Nos anos de 1990 a 2002 foi assistente do Seminário Menor São José e promotor da Pastoral Vocacional, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. De 1991 a 1998 exerceu o posto de Diretor Espiritual e de 1999 a 2001 foi Reitor do Seminário Menor São José, além de pároco da Paróquia Santíssima Trindade em Nova Palma (RS). Desde 2011 era pároco da Paróquia da Ressurreição e Reitor do Seminário Maior Arquidiocesano São João Maria Vianney, em Santa Maria (RS).

Em fevereiro de 2013, dom José Mário foi nomeado bispo auxiliar de Curitiba, pelo papa Bento XVI. Seu lema episcopal é “Eis-me aqui, envia-me”, inspirado no profeta Isaías.

Papa Francisco nomeia novos bispos para Limoeiro do Norte, São Luiz de Cáceres e Niterói

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou na manhã desta quarta-feira, 10 de maio, a decisão do papa Francisco em nomear três novos bispos. Um deles é o padre André Vital Felix da Silva, que substituirá dom José Haring na diocese de Limoeiro do Norte (CE). Atualmente, padre André Vital Felix da Silva é secretário da Província Brasil-Recife da Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus (dehonianos).

Na mesma ocasião, o papa Francisco nomeou bispo da vacante diocese de São Luiz de Cáceres (MT) o padre Jacy Diniz Rocha, do clero de Guanhães (MG), atualmente pároco da paróquia Santo Antônio, em Coluna (MG). E acolhendo a solicitação de dom José Francisco Rezende Dias, de poder contar com a colaboração de um bispo auxiliar na arquidiocese de Niterói (RJ), o pontífice nomeou o padre Luiz Antônio Lopes Ricci, atualmente pároco da paróquia São Cristóvão, em Bauru (SP).

Padre André Vital Felix da Silva
Nascido em 31 de maio de 1965, em Recife (PE), padre André Vital Félix da Silva ingressou no Seminário dos Dehonianos em 1983, e em seguida, no Centro Vocacional SCJ, em Paulista (PE), onde realizou seus estudos de Filosofia, no Instituto Salesiano de Filosofia do Recife (INSAF). Padre André estudou Teologia no Instituto de Teologia do Recife (ITER).

Foi ordenado presbítero em 1991, em Camaragibe (PE). Atualmente exerce seu ministério presbiteral na paróquia de São Pio X, na mesma cidade, sendo também capelão do Carmelo da Imaculada Conceição (OCD). Na congregação, já exerceu o cargo de vice-provincial por dois triênios; formador e reitor do seminário; atualmente é membro do Conselho Provincial Brasil-Recife e da Comissão Dehoniana de Teologia da América Latina.

Padre Jacy Diniz Rocha
Natural de São João Evangelista, distrito de Nelson de Sena (MG), padre Jacy Diniz Rocha nasceu em 29 de agosto de 1958. Foi ordenado presbítero no dia 26 de maio de 1984, em sua cidade natal pelo bispo diocesano de Barreiras .

Com o objetivo de fazer um tratamento continuado em Belo Horizonte, pediu incardinação na diocese de Guanhães e, em julho de 2003, foi acolhido pelo bispo diocesano, dom Emanuel Messias de Oliveira. Na sua diocese de origem, trabalhou nas cidades de Ferros, Virginópolis, Santa Maria do Suaçuí, Sabinópolis, Guanhães e Coluna, onde é pároco atualmente. Entre os serviços desenvolvidos na diocese de Guanhães, destacam-se a coordenação diocesana de Pastoral, o Colégio de Consultores, a Pastoral Presbiteral e a coordenação da Escola Diocesana de Teologia Pastoral.

Padre Luiz Antônio Lopes Ricci
Padre Luiz Antônio Lopes Ricci é natural de Bauru (SP). Nasceu em 16 de maio de 1966. Cursou Filosofia no Seminário Provincial Sagrado Coração de Jesus e Teologia no Instituto Teológico Rainha dos Apóstolos, ambos em Marília (SP). Convalidou os Cursos de Filosofia pela Universidade do Sagrado Coração (USC), em Bauru, e de Teologia pela Faculdade João Paulo II (Fajopa), em Marília (SP).

Possui Mestrado e Doutorado em Teologia Moral pela Pontifícia Universidade Lateranense – Accademia Alfonsiana, de Roma. Fez pós-doutorado em Bioética pelo Centro Universitário São Camilo. Atualmente é diretor da Faculdade João Paulo II, em Marília e professor titular de Teologia Moral, Bioética e Virtudes na mesma instituição. É pároco da paróquia São Cristóvão, em Bauru, assessor diocesano da Pastoral da Criança e membro do Colégio dos Consultores.

Conheça as novidades do 7.1.20

Estamos liberando ao longo destes dias a versão 7.1.20. Esta atualização possui todas as últimas modificações liberadas pela receita federal nos últimos dias para a entrega do SPED ECD, além de uma longa lista de novidades e modificações.  Confira abaixo:

O que há de novo

Versão: 7.1.20.0

 SGCP – CONTÁBIL

NOVO

  1. Financeiro – Clérigos: Implementadas fichas cadastrais, tanto formulário em branco quando preenchidas na tela de cadastro de Clérigos.
  2. Financeiro – A Receber – Recibo: Implementado Recibo na tela de Contas a Receber.
  3. Financeiro – A Pagar – Retenção de INSS: Implementação de campos para base de cálculo e alíquota na tela de contas a pagar para lançamento de INSS retido em Notas fiscais. O SGCP faz a retenção, mediante valores inseridos na tela e gera o documento para pagamento (GPS – Guia da Previdência Social) em Gerenciamento de retenções.
  4. Financeiro – A Pagar – IRRF PJ: Ao realizar um lançamento no A Pagar, agora é possível definir a alíquota do IRRF PJ retido na nota fiscal. A alíquota definida em Impostos – Configuração de Retenções, campo IRRF PJ constará no A Pagar como padrão, mas será permitido a alteração.
  5. Financeiro – A Pagar – Desconto Incondicional: Implementado campo para lançamento de Desconto Incondicional. Esse desconto deve vir destacado na nota fiscal. Para utilizar esse campo, deve parametrizar a conta contábil em System – Parâmetros – Financeiro – A pagar
  6. Financeiro – A Pagar – Frete: Implementado campo para lançamento de frete no A Pagar. O frete a ser lançado neste campo deve vir destacado na nota fiscal. Para utilizar esse campo, deve parametrizar a conta contábil em System – Parâmetros – Financeiro – A pagar
  7. Financeiro – A Pagar – Baixa de Parcelas: Ao realizar a baixa de uma parcela, caso o fornecedor possuir adiantamento lançado, aparecerá a mensagem: “Esse fornecedor possui saldo de adiantamento”.
  8. Financeiro – A Pagar – Apropriação: Implementado regra para apropriação de despesas pagas antecipadamente, gerando lançamentos contábeis dessa apropriação  e transferências de saldos de curto para longo prazo. Para que essa rotina funcione corretamente, a classificação financeira deve estar parametrizada para “Apropriar”.
  9. Financeiro – A Pagar – Provisão de Longo Prazo: Implementada a provisão a longo prazo diferenciando os lançamentos contábeis entre curto e longo prazo. Rotina a ser utilizada quando houver um parcelamento com valores a vencer após o final do ano seguinte. O sistema faz a distribuição correta desses valores, desde que a Classificação Financeira esteja parametrizada de forma correta.
  10. Financeiro – Recibos – RPA – Retenção de INSS: Implementação da retenção de INSS no RPA. O cálculo do INSS já era realizado no RPA, porém agora o sistema faz a retenção e gera o documento para pagamento (GPS – Guia da Previdência Social) em Gerenciamento de retenções.
  11. Contabilidade – Manutenção de Exercício: Implementada tela de Manutenção de exercício para unificar todas as funcionalidades do exercício da Diocese, são elas: Encerramento do exercício, Reversão de Encerramento, Virada Anual, Definição de Período de Trabalho, definição do Fechado até, Movimentação de contas de longo prazo para curto prazo e Apropriação de contas.
  12. Contabilidade – Relatórios – Razão (Modelo 2): Esse relatório tem objetivo de apresentar as contrapartidas dos lançamentos por conta contábil. Serão apresentadas todas as contrapartidas dos movimentos onde a conta contábil selecionada estiver inserida.
  13. Contabilidade – Relatórios – Relatório DMPL: Implementado o relatório DMPL (Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido);
  14. Contabilidade – ECF (Escrituração Contábil Fiscal): Alterações no layout gerado pelo SGCP para o exercício de 2016.
  15. Contabilidade – Sped Contábil (ECD – Escrituração contábil digital): Alterado o layout com as alterações para o exercício de 2016, melhoria no tempo de geração do arquivo, inserida opção de importação do ECD enviado no exercício anterior.
  16. Patrimônio – Bens – Cadastro: Incluído campo “Nº CRLV” na tela de cadastro de bens, aba Veículos. Esse campo também foi acrescentado no relatório Ficha de veículos.
  17. Impostos – Configuração de Retenções: Implementado campo Vigência. As retenções são controladas por vigência, para os casos em que há mais de uma tabela para o mesmo exercício. Sendo assim, é possível duas ou mais configurações de retenções para o mesmo exercício.

MELHORIA

  1. Cadastros – Centros de custos: Inserida a função de inativar centro de custo. Ao inativar, será acrescentado na descrição do centro de custo o termo [INATIVO];
  2. Financeiro – Rateio – Regras: Ao cadastrar mais de uma vez a mesma pessoa com o mesmo beneficiário, o sistema apresentará uma mensagem de alerta dizendo que já foi cadastrado.
  3. Financeiro – Rateio – Regras: Permissão de busca de Pessoa e/ou Beneficiário pelo código da Paróquia que a Pessoa representa, caso exista.
  4. Financeiro – Apuração de Regra do Rateio: Quando há encerramento do exercício, os saldos das contas de receitas e despesas são zerados. Para a geração do rateio, onde se considera o saldo das contas contábeis selecionadas na regra, o SGCP faz uma verificação se há encerramento do exercício, se houver, ele busca os débitos e créditos nas contas, configuradas no rateio, desconsiderando os lançamentos de encerramento.
  5. Financeiro – Contas – Cobrança – Gerar Boletos de contas a receber: Ao gerar o boleto, será apresentado o tipo do documento e o documento concatenados, como já feito no Contas a Receber.
  6. Financeiro – Movimentação Caixa/Banco – Recibo: Nos filtros do Modelo 2 foram criadas diferentes opções para serem apresentadas no recibo como: padrão, exibir conta contábil, exibir histórico complementar. No caso de lançamento multipartidas, aparecerão todas as partidas separadamente.
  7. Financeiro – Movimentação Caixa/Banco: Ao selecionar um registro que tenha origem INT – Integração ou CMP – Campanha, não habilita o botão recibo.
  8. Financeiro – Recibos – Avulsos: Para o modelo 2, recibo de Pagamento, foi realizado ajuste nos termos de emitente e destinatário do recibo. Na primeira frase em vez de:  “Pagamos à (razão social da Pessoa do recibo)” mudar para “Recebemos de (razão social da paróquia logada)”;
  9. Contabilidade – Plano de Contas: Implementado botão Copiar na tela de cadastro de conta contábil.
  10. Contabilidade – Encerramento do Exercício: Melhoria na performance do encerramento do exercício.
  11. Contabilidade – Encerramento do exercício: Ao finalizar a rotina de encerramento do exercício, automaticamente irá abrir a tela para definição do “Fechado até” e novo Período de Trabalho. A data inicial do Período de trabalho deve ser maior do que a data do “Fechado até”..
  12. Contabilidade – Movimentação – Folha de pagamento: Alterada regra para permissão de alterações na de lançamentos de origem FPG na tela de Movimentação Contábil.
  13. Contabilidade – Ferramentas – Integrações: Quando for feita EXPORTAÇÃO do Saldo Inicial do SGCP, é exportado também os bancos e centros de custos, da mesma forma que é feita quando exporta as Movimentações SGCP. Foi alterado também para a IMPORTAÇÃO do Saldo Inicial SGCP, para que importe primeiramente os bancos e centros de custos e depois os saldos.
  14. Contabilidade – Movimentação – Pesquisa: Implementado filtro para busca de lançamentos por conta contábil.
  15. Patrimônio – Relatórios – Inventário com Saldos Atualizados: Implementado filtro no relatório para impressão por período, considerando a data de aquisição. Criado também checkbox para seleção se quer ou não apresentar a data de emissão no relatório.
  16. Impostos – Gerenciamento de Retenções – Baixa de Impostos: Ao realizar a baixa de um imposto em Gerenciamento de retenções, se, no campo Histórico da classificação financeira estiver selecionada a variável Competência, o sistema busca a competência do lançamento (A pagar, côngruas ou RPA) que originou o imposto e apresenta no lançamento contábil da baixa do imposto.

CORREÇÃO

  1. System – Cadastro – Diocese: Ao inserir uma diocese, digitar todos os dados e salvar, o sistema está salvando o campo Bairro na tabela dioceses, mas não está salvando esse campo na paróquia que é criada a partir dessa diocese, e nem na pessoa que representa essa paróquia.
  2. System – Cadastros – Representantes Legais: Ao cadastrar um representante legal sem CPF e depois cadastrar outro sem CPF também, ao tentar salvar o segundo cadastro o SGCP apresentava a mensagem: “Já existe um representante legal com esse CPF cadastrado nessa paróquia”.
  3. Tela padrão de inativação: Ao inativar qualquer cadastro, é necessário inserir um Motivo e a data da inativação. Se fosse apagada a data e clicado em Ok, a mensagem constava a palavra Obrigatório. Corrigido para Obrigatório.
  4. Login Contábil pelo Paróquia: Quando se faz login no Contábil pelo Paróquia, o contábil abre na paróquia logada no sistema Paróquia, porém ao alterar a paróquia e fechar o Contábil, ao abrir novamente pelo sistema Paróquia, o contábil estava logando na última paróquia que foi fechada.
  5. Financeiro – Grid de Contatos: Quando escolher o Tipo Contato Whatsapp, Telegram e Viber, ao digitar algo no campo “Contato” o sistema mostra a máscara de telefone no campo. Não estava apresentando a máscara.
  6. Financeiro – Tabelas – Classificação Financeira: Se o cliente selecionasse uma classificação financeira padrão do SGCP, se ela não estivesse sendo usada em nenhum lugar do sistema, era permitido a exclusão da mesma.
  7. Financeiro – Rateio – Recebimentos: Ao gerar recibo de um recebimento, era exibida a frase “Detalhes dos Pagamentos” no corpo do recibo. Foi alterado para “Detalhe dos Recebimentos”.
  8. Financeiro: Ajustes de tamanhos e disposição de alguns botões nas telas: A pagar, Repasses (Caixa e banco), Cheques, Recibos de Côngruas, RPA, e Cadastro de Plano de contas.
  9. Financeiro – A Pagar: A tela de contas a pagar estava validando apenas o período de trabalho para permitir ou não a edição de uma conta a pagar. Foi implementada validação por Data de Fechamento também.
  10. Financeiro – Contas – A pagar: Ao selecionar uma conta com movimentações fora do período de trabalho clicando em Alterar, Salvar e Copiar, os campos continuavam desabilitados.
  11. Financeiro – Contas – Fluxo de Caixa: Nas colunas de Previsto, da semana 2 e semana 5, a numeração estava sendo cortada, tanto na visualização quanto na impressão.
  12. Financeiro – Contas – Cobrança – Boletos a Receber: Se uma tela estivesse aberta e eu abrisse a tela de Boletos a receber, selecionando um boleto e Imprimir, ao fechar o boleto o foco não ia para essa tela e sim para a outra, que estava em segundo plano.
  13. Financeiro/Contabilidade – Telas de Movimentação – Lançamento Padrão: Um usuário que não tem acesso à tela de Lançamento Padrão, conseguia, nas telas de  movimentação caixa e banco, clicar no botão Padrão, escrever a descrição e salvar o registro. Foi bloqueado este botão, mostrando a mensagem que o usuário não tem permissão para cadastrar um Lançamento Padrão.
  14. Financeiro/Contabilidade – Movimentação (caixa, banco e contábil): Se abrisse a aba “Multipartidas”, ao selecionar uma conta que tem um banco vinculado, e apagasse a conta, o sistema não estava travando os campos Código e Descrição do banco.
  15. Financeiro/Contabilidade – Movimentação Caixa/Banco/Contábil: Ao inserir um lançamento em qualquer uma das três telas de movimentação, se não preenchesse o histórico e digitasse um espaço no histórico complementar ele permitia salvar o lançamento.
  16. Financeiro – Bancos – Movimentação: Se fizesse um lançamento multi partidas, clicasse em  Novo, fosse na aba Simplificado e fizesse um lançamento, quando eu clicava em salvar, o sistema apresentava a mensagem:  “Repasses entre Centros de Custo só podem ocorrer com contas de Caixa, Banco ou Aplicação”.
  17. Financeiro – Recibo Avulso: Ao emitir um recibo avulso para uma pessoa física, ao realizar a impressão estava apresentando as informações corretas, porém a descrição do campo estava como CNPJ. Foi corrigido para CPF.
  18. Financeiro – Recibos – Recibos avulsos: Mesmo o usuário vinculado a um perfil de plano de contas, o SGCP permitia buscar uma conta contábil que não estava no seu perfil e apresentava um erro apenas ao tentar salvar o recibo.
  19. Financeiros – Recibos – RPA: Na aba Contabilidade e retenções, se digitasse um valor no campo Dependentes ao pressionar Enter ou TAB, o valor não permanecia no campo.
  20. Financeiro – Relatórios – Demonstrativo Anual: Quando o cliente selecionava um período em que, uma conta de ativo tem lançamentos de débitos e créditos no caixa/banco, ao marcar a opção Mostrar Ativo/Passivo/Transitório o relatório se perdia e mostrava essa conta duas vezes com resultados diferentes.
  21. Contabilidade – Integrações – Importação Folha de Pagamento: Incluído parâmetro para desconsiderar a filial informada nos arquivos que estão sendo importados, e fazer os lançamentos na paróquia importada.
  22. Patrimônio – Bens – Relatórios: Nos relatórios Ficha dos Veículos e Ficha dos Imóveis, ao selecionar a opção “Imprimir Formulário em branco”, e clicar em Imprimir, o cabeçalho do relatório estava apresentando o nome da Theos em vez de ir com os dados da paróquia selecionada.
  23. Impostos – Impostos classificação Financeira: Ao selecionar e alterar uma configuração, clicar em Novo, o SGCP salva a alteração realizada. Estava salvando apenas quando clicado em Salvar.
  24. Impostos – Gerenciamento de Retenções – Baixa de Impostos: Ao realizar a baixa de Impostos a variável Documento não estava sendo apresentada corretamente, era apresentado o número do imposto. Foi corrigido para apresentar o número do documento que originou o imposto.
  25. Impostos – Gerenciamento de Retenções: Ao abrir essa tela em dois computadores diferentes, e fizesse alterações no mesmo registro, o sistema permite realizar a operação duas vezes. Um exemplo encontrado foi a geração de dois impostos para o mesmo documento.

 SGCP – PARÓQUIA

NOVO

  1. No menu Geral em Cadastro de Responsáveis, incluso a opção de inativação fazendo a chamada da tela de inativação.
  2. No menu Campanha na tela de Incluir múltiplos benfeitores, foi adicionado opção para buscar apenas os fiéis que já são benfeitores.
  3. Na tela de Grupos Catequéticos do menu Catequese, foi retirado a obrigatoriedade de digitar algo para pesquisa do campo Etapas.
  4. No menu Campanha na tela de Incluir múltiplos benfeitores, foi retirado a obrigatoriedade de digitar algo para pesquisar dos campos Grupo, Matriculado no Ano, Missionário do Dízimo e Etapa Catequese.
  5. No Relatório de Fiéis, quando selecionado o filtro Carnê do Dizimista, ao escolher a opção “Com Capa”, ao clicar em imprimir exibe também a tela com opções de impressão do Carnê Dizimista.
  6. Inclusão de Inativação nas seguintes telas: Fornecedor, Pessoa e Imobiliárias.
  7. No menu Crisma em relatório de Listagens, inserido as opções de “Crisma realizadas no período”, “Crismandos por data de celebração” e “Crismandos preparados no período”.
  8. No Cadastro de Fiéis, na aba Complemento, foi incluso a inativação do cônjuge através da chamada da tela de inativação.
  9. Na tela de Lançamento de Dízimo, ao buscar um registro e clicar em Histórico de Lançamento de Dízimo, foram incluídos os campos de IDDIZIMO e IDFIEL, facilitando a busca destes registros vistos na tela de Histórico de Utilização.

MELHORIA

  1. No menu Geral, em Relatório de Fiéis na opção Imprimir Etiquetas,  quando for colocado mais de uma cópia para cada etiqueta na opção “Imprimir cada etiqueta”, desabilita os campos de “Iniciar na linha e iniciar na coluna”, colocando para esses campos o valor fixo 1.
  2. Na tela de Cadastro de Usuário, foi desabilitado a exclusão do próprio usuário logado no sistema.
  3. No menu System, na tela Cabeçalho, foi limitado o tamanho das imagens em 100 kb, para evitar distorcer as imagens com grandes resoluções.
  4. No menu Geral em Relatórios de Fiéis, quando o relatório era solicitado com filtro de “Exibe Fiéis Cônjuges”, não estava sendo possível fazer ordenação no relatório, os filtros de ordenação estavam desativando na hora que seleciona a opção.
  5. No menu System na tela de Configurações, na aba Geral onde pergunta se “Habilitar seleção de itens favoritos?” e “Habilitar exibição dos últimos itens acessados?”, foram retirados os pontos de interrogação.
  6. Retirado a palavra “Paróquia” dos e-mails enviados para os dizimistas e aniversariantes onde apareciam duas vezes.
  7. No menu Dízimo em Lançamento de Dízimo, na impressão do Recibo, Papel A4 – 1 via ou 2 vias, foi alterado a frase “Oferta referente ao mês 1 de 2017” para “Oferta de dízimo referente ao mês 1 de 2017”.
  8. Nos Relatórios de Ofertantes e Não Ofertantes do menu Dízimo, onde aparecem telefone foi incluído o celular.
  9. Criado validação para e-mails já cadastrados na tela de Cadastro de Usuário.

CORREÇÃO

  1. Em Dízimo, Lançamento de Dízimo na tela de confirmação de impressão(habilitada na tela de Configurações), não era possível escolher a opção “Não” através do enter, mesmo pressionando a seta na direção correta.
  2. Na impressão de Índice de Livros do Crisma e do Matrimônio, ao marcar para exibir o “Verso”, um “v” era exibido logo após o número da folha e do livro.
  3. Na tela de Censo, foi criado verificação de campos “Nome” e “Cep” vazios, para evitar erros de cadastro com titular vazio.
  4. Ajustado o nome paróquia na impressão de Carnê de Dizimista Sem Capa por Fiel selecionado.
  5. Habilitado a visualização do campo “Agrupado por:” no relatório de Dízimos no período.
  6. Erro ao abrir a tela de Catequizando ajustado.
  7. Ajustes no layout da capa do carnê com problemas no Carnê do Dizimista no Relatório de Fiéis.
  8. No menu Planejar, em Intenções de Missas, exibia um erro ao tentar gravar uma intenção programada clicando no botão “Novo”.
  9. Ajustado a impressão dos Livros de Batismo, quando selecionado o Modelo 2 (5 registros por página), na  visualização cortava o quinto registro e as linhas da averbação pulavam para a próxima página.
  10. No menu Rerum, Complementos, em Imobiliária, ao tentar cadastrar uma imobiliária nova, dava o erro.
  11. Na tela de Intenções de Missa no menu Planejar, houve correção de intenções duplicadas no sistema.
  12. No Cadastro de Participantes do menu Planejar, ao cadastrar um participante e seu cônjuge, ao salvar, e logo alterar e salvar novamente, o sistema duplicava o registro e exibia uma mensagem de erro.
  13. No Cadastro de Fiéis no menu Geral, quando cadastrado um tipo de contato como e-mail, depois alterado para telefone, o campo continuava com o e-mail inserido, hoje o sistema apaga o valor do campo para a inserção da nova informação.
  14. Em Relatórios de Cursos no menu Planejar, quando marcado e desmarcado o filtro “Participante Selecionado”, o comportamento da opção “Exibir Status de Pagamento” era alterada.
  15. No menu System no Relatório de Usuários, um usuário com permissão total usando perfil não conseguia gerar o relatório.
  16. No Cadastro de Fiéis, na aba Participação, era possível cadastrar um mesmo fiel mais de uma vez na mesma campanha.
  17. Ainda no Cadastro de Fiéis, em algumas paróquias quando criado um fiel e na aba Perfil, escolhendo um dos já existentes e clicando em salvar, não salvava e depois aparecia um erro.
  18. No menu System, na tela de Configurações Gerais, quando se fazia o cadastro de uma máscara, caso pressionar a seta para baixo do teclado, e depois voltar no campo da máscara, ao salvar gerava uma mensagem erro.
  19. Em qualquer tela de Recibos, ao estornar um recibo contabilizado que também tivesse sido criado novo recibo dava erro ao estornar e a tela informava que estava estornado.
  20. No Cadastro de Fiéis, quando era cadastrado mais de um motivo de inativação em uma paróquia, ao inativar um fiel e escolher um motivo de inativação, ao salvar e abrir a tela de inativação novamente,  o motivo de inativação não estava sendo exibido.
  21. No menu Matrimônio na tela de Habilitação Matrimonial em Imprimir HB, ao cadastrar quatro testemunhas no cadastro de matrimônio, ao imprimir o documento Ata de Matrimônio, e nele está os quatro campos de assinatura das testemunhas. Mas na descrição do documento, onde é informado as testemunhas e seus dados que foram cadastrados, é exibido apenas de duas testemunhas, não das quatro.
  22. No Relatório de Fiéis, apenas aparecia as informações do cônjuge quando era criado uma ficha para ele.
  23. No menu Planejar na tela de Cursos, na inclusão simplificada de participantes, só estava sendo mostrado o contato cadastrado como residencial, se for celular ou outro não estava mostrando, e ao salvar no curso se o tipo do contato for diferente de residencial ele ficava em branco.
  24. No menu Catequese, na Ficha de Impressão do Catequizando, da tela Catequizando, no relatório o campo etapa era cortada quando esta tem mais de 10 caracteres.

 

Papa Francisco nomeia bispos para Itacoatiara (AM) e Campo Mourão (PR)

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou na manhã desta quarta-feira, 19 de abril, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante prelazia de Itacoatiara, no Amazonas, o padre José Ionilton Lisboa de Oliveira. O presbítero atualmente exerce o posto de vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Riachão do Jacuípe, pertencente à arquidiocese de Feira de Santana, na Bahia.

Na mesma ocasião, o papa Francisco também acolheu a solicitação de dom Francisco Javier Delvalle Paredes e nomeou o padre Bruno Elizeu Versari, como bispo coadjutor da diocese de Campo Mourão, no Paraná. Atualmente, o presbítero é pároco da Paróquia Santa Maria Goretti, em Maringá (PR).

Pe-Jos-Ionilton

Natural de Araci (BA), padre José Ionilton Lisboa nasceu em 09 de março de 1962, na Fazenda Chã. Formou-se em Filosofia no Instituto Nossa Senhora das Vitórias e em Teologia na Escola Teológica do Mosteiro São Bento, de 1988 a 1991. Em 2015, fez a convalidação do Curso de Teologia na Universidade Católica de Salvador (UCSAL).

Sua ordenação presbiteral ocorreu em 1992, na paróquia Nossa Senhora da Conceição do Raso, em Araci (BA). Em sua trajetória, atuou, entre outras coisas, como membro do Conselho Presbiteral da arquidiocese de Vitória da Conquista, representando os religiosos em 2005 e membro da Diretoria da Conferência dos Religiosos do Brasil – regional Bahia/Sergipe.

Pe-Bruno

Nascido em 30 de maio de 1959, na cidade de Candido Mota, em São Paulo, padre Bruno Elizeu Versari foi ordenado sacerdote em 03 de janeiro de 1988, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Floresta (PR). Em sua trajetória atuou como ecônomo da arquidiocese de Maringá; membro do Colégio de Consultores e do Conselho de Presbíteros, de 2000 a 2009, e vigário geral da arquidiocese de Maringá.

Nomeados bispos para Imperatriz (MA) e Joinville (SC)

Na manhã desta quarta-feira, 19, o papa Francisco também realizou outras duas nomeações. Em uma delas, nomeou bispo da vacante diocese de Imperatriz (MA), dom Vilson Basso, transferindo-o da sede episcopal de Caxias, no Maranhão. Na outra, nomeou bispo da vacante diocese de Joinville, no Estado de Santa Catarina, dom Francisco Carlos Bach, transferindo-o da sede episcopal de São José dos Pinhais, no Paraná.

Dom-Vilsom-Basso

Dom Vilson tem 57 anos e nasceu em Tuparendi (RS). Ingressou para o Seminário de Filosofia em 1979, e concluiu a formação em Teologia no ano de 1985, sendo ordenado presbítero, no mesmo ano. Possui especialização em Planejamento Pastoral pela Universidade de Bogotá (Colômbia).

Durante sua trajetória no sacerdócio atuou como vigário paroquial do santuário São Judas Tadeu em São Paulo e como formador em Cagayan de Oro, nas Filipinas. Em março de 2010, foi nomeado bispo de Caxias do Maranhão, pelo papa emérito Bento XVI, recebendo a ordenação episcopal em 30 de maio do mesmo ano. Atualmente é presidente da Comissão para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Seu lema episcopal é “Ecce venio, Domine” – “Eis-me aqui Senhor”.

Dom-Francisco-Carlos

Nascido em Ponta Grossa (PR), em 4 de maio de 1954, dom Francisco Carlos Bach, foi ordenado presbítero em 1977 e bispo em 2005. Estudou Filosofia no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos, em Curitiba, e Teologia no Studium Theologicum, também na capital paranaense. O bispo tem mestrado em Direito Canônico, pela Universidade de Santo Tomás de Aquino, em Roma, Itália.

Como bispo, dom Francisco foi membro da presidência do regional Sul 2 da CNBB (Paraná) e representante episcopal para a Pastoral da Saúde do regional. Seu lema episcopal é “In manus tuas” – Nas Suas Mãos (LC 24,47)

Papa Francisco nomeia bispo para Floriano (PI)

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou na manhã desta quarta-feira, 29 de março, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante diocese de Floriano (PI), padre Edivalter Andrade. Atualmente ele exerce o posto de vigário geral da diocese de São Mateus (ES).

Padre-Edivalter

A diocese de Floriano foi criada em 27 de fevereiro de 2008 pelo papa Bento XVI, por ocasião do desmembramento da Diocese de Oeiras-Floriano. Ela estava vacante desde o dia 4 de maio de 2016, quando o papa Francisco nomeou dom Valdemir Ferreira como bispo de Amargosa (BA).  Padre Edivalter será o terceiro bispo diocesano.

Natural de Barra de São Francisco (ES), padre Edivalter tem 54 anos de idade. Nasceu em 17 de abril de 1962. Formado em Filosofia e Teologia pelo Instituto de Filosofia e Teologia da arquidiocese de Vitória (IFTAV), concluiu seus estudos em 1988. Logo após, em 1989, foi ordenado padre.

No início de seu ministério, padre Edivalter atuou como vigário na paróquia de São Mateus. De 1990 a 2000, foi reitor no Seminário Maior da diocese de São Mateus, localizado em Carapina-Serra (ES). O presbítero atuou também como administrador paroquial na paróquia São Cipriano, em Jaguaré (ES), nos anos de 1997 a 2002. Foi coordenador diocesano de pastoral, pároco na paróquia São Mateus e ecônomo diocesano.

Padre Edivalter também exerceu o posto de diretor da Rádio Kairós, no período de 2007 a 2013. Foi representante dos presbíteros e membro do Conselho Presbiteral e do Colégio de Consultores. Em março de 2016, foi nomeado vigário geral da diocese de São Mateus pelo bispo diocesano, dom Paulo Bosi Dal’Bó.

Depoimento do Pe. Roberto