Caxias do Sul(RS) e Caçador(SC) têm novos bispos

Nesta quarta-feira, 6, o papa Bento XVI aceitou a renúncia do bispo da diocese de Caxias do Sul (RS), dom Nei Paulo Moretto, na função desde maio de 1983. A renúncia foi aceita em conformidade ao Cânon 401.1 do Código de Direito Canônico, por ter completo 75 anos de idade. Para suceder dom Nei, o papa nomeou o bispo coadjutor da mesma diocese, dom Alessandro Ruffinoni. O pontífice também transferiu o bispo de Araçuaí (MG), dom Severino Clasen, para assumir a diocese de Caçador (SC), vacante desde 24 de novembro de 2010.

Dom Alessandro Ruffinoni vai assumir a diocese como novo bispo diocesano. Bispo auxiliar de Porto Alegre (RS) desde 2006, dom Alessandro é italiano de San Martino de’Calvi. Foi ordenado bispo na capital gaúcha em março de 2006 e estudou formação humana e espiritual; parapsicologia, desenvolvimento integral da personalidade; além de Planejamento de Pastoral Vocacional e atualização em Missiologia na Universidade Urbaniana, em Roma, como ouvinte.

Dom Severino Clasen

Dom Severino será o 4º bispo de Caçador. Ele nasceu em 1954, em Petrolândia (SC), foi ordenado padre em 1982 e bispo em 1995. Estudou Filosofia e Teologia em Petrópolis (RJ). O bispo tem pós-graduação em Administração para a Organização do Terceiro Setor na Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP). Além disso, foi coordenador do Departamento de Santuários da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil e fez parte do Conselho Diretor do Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), do Convento de São Francisco, em São Paulo.

Na 49ª Assembleia Geral da CNBB, que ocorreu em maio deste ano, em Aparecida (SP), dom Severino foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, com um mandato de quatro anos.

Fonte: CNBB

Compartilhar
Depoimento do Pe. Roberto