Adeus Dom Jaime

A Equipe Theòs se solidariza com o luto de toda a comunidade maringaense neste momento de perda do irmão em Cristo Dom Jaime Luiz Coelho. Homem de personalidade corajosa e de opiniões fortes, o primeiro bispo e arcebispo de Maringá deixa um legado que se confunde com a história da cidade. O espírito organizador e empreendedor do jovem bispo – Dom Jaime chegou em Maringá em 1957, com 40 anos – o consolidou como uma liderança que estava acima das diferenças políticas da época.

Deixa cravado na história sua devoção ao Evangelho, seu trabalho incansável na construção da Igreja Particular de Maringá e uma inestimável contribuição ao desenvolvimento das regiões norte e noroeste do Paraná, sobretudo de Maringá, onde seu nome está presente nos principais momentos da história em temas relacionados à religião, organização sindical, ensino superior, política de assistência social e de comunicação social.

Atuação na CNBB

Dom Jaime foi o primeiro bispo de Maringá (1957-1979) e primeiro arcebispo metropolitano (1979-1997). Na CNBB, foi também o primeiro secretário do Regional Sul 2 (1964-1965). Participou de quatro sessões do Concílio Vaticano II (1962-1965) e da 3ª Conferência do Episcopado Latino Americano (Celam), em Puebla, no ano de 1979.

Fonte: CNBB

LINHA DO TEMPO

1916 – Em 26 de julho nasce Jaime Luiz Coelho, em Franca (SP). É o oitavo filho do casal João Amélio Coelho e Guilhermina Cunha Coelho, que teriam outros seis depois dele.
1924 – Foi coroinha da igreja da cidade.
1931 – Ingressou no Colégio São José, dirigido pelos Padres Claretianos, em Batatais (SP).
1932 – Ingressou no Seminário Diocesano, em Campinas.
1935 – Ingressou no Seminário Central Maria Imaculada do Ipiranga, em São Paulo, onde ficou até 1941. Cursou Filosofia e Teologia.
1941 – Foi ordenado sacerdote na Catedral de São Sebastião de Ribeirão Preto por Dom Manoel da Silveira D’Elboux, que na época era o bispo auxiliar.
1942 – O então padre Jaime foi nomeado vigário da Catedral de Ribeirão Preto.
1956 – Nomeado bispo da recém-criada Diocese de Maringá pelo Papa Pio XII.
1957 – Toma posse como primeiro bispo de Maringá.
1968 – Dom Jaime promove a criação da Diocese de Paranavaí.
1979 – O Papa João Paulo II cria a Província Eclesiástica de Maringá, elevando a diocese a arquidiocese. Dom Jaime torna-se arcebispo.
1980 – A Província Eclesiástica de Maringá é instalada. Dom Jaime toma posse como arcebispo metropolitano.
1997 – A Santa Sé confirma que aceita a renúncia de dom Jaime do ofício que exerceu durante 40 anos.

Fonte: O Diário

DOM JAIME POR:

“Entendo que três características resumem dom Jaime: decisão, organização e empreendedorismo.” – Dom Anuar Battisti – Arcebispo Metripolitano de Maringá

“Não se encontra alguém que tenha o espírito desbravador e empreendedor que ele tem, tanto na Igreja Católica quanto na sociedade.” – Pe. Sidney Fabril

“Se apenas um entre os atuais maringaenses for lembrado quando a cidade completar 300 anos, certamente será D. Jaime. Isso dá uma ideia do tamanho de sua importância.” – Prof. Reginaldo Dias – Historiador – UEM

“O último grande líder vivo da história de Maringá” – Jornalista Edivaldo Magro em 2011

“Foi uma referência para mim, pela maneira como empreendeu seu trabalho numa região que era apenas mata.” – Cardeal Cláudio Hummes.

 

 

Compartilhar
Depoimento do Pe. Roberto