Posts com a palavra-chave ‘dom Redovino Rizzardo’.

Morre bispo emérito de Dourados (MS)

Morreu aos 77 anos, no domingo, 6, o bispo emérito de Dourados (MS) dom Redovino Rizzardo. Ele fazia tratamento contra o câncer de próstata e estava internado no Hospital do Coração. Dom Redovino foi ordenado bispo de Dourados em 2001 e no ano passado renunciou ao cargo, de acordo com as normas do Direito Canônico, por questão de idade. Desde então, dedicou-se ao tratamento de saúde. O velório começou na noite de domingo, 6, na catedral Imaculada Conceição, e corpo deve ser enterrado no final da tarde desta segunda-feira, 7, logo após missa de encomendação, presidida pelo arcebispo de Campo Grande (MS), dom Dimas Lara Barbosa.

Dom-Rizzardo

História 

Natural de Bento Gonçalves (RS), dom Redovino nasceu em 12 de abril de 1939. Muito jovem, iniciou sua vida religiosa na Congregação dos Missionários de São Carlos – Scalabrinianos, sendo ordenado sacerdote aos 28 anos. Durante sua vida sacerdotal, antes do episcopado, foi vigário paroquial; diretor do Centro de Estudos Migratórios da Congregação e assessor do Setor de Migrações do Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); diretor do Centro Scalabriniano de Formação e Espiritualidade, em Guaporé (RS). Em 2001, foi nomeado pelo papa João Paulo II para ser bispo coadjutor de dom Alberto Först, tornando-se o quinto bispo diocesano de Dourados. Muito ligado aos meios de comunicação, dom Redovino escreveu alguns livros, entre eles São Carlos Borromeu (Paulinas); João Bastista Scalabrini (Paulinas) e A Imigração Italiana na América Latina (Est).

Atividades como Bispo 

Bispo coadjutor de Dourados (MS) (2001); secretário regional da CNBB Oeste 1 (2003 a 2006 e 2007 a 2010); bispo referencial para as Pastorais do Migrante, para Liturgia e o Ecumenismo; vice-presidente do regional Oeste 1 (2001 a 2015).

Com informações da Arquidiocese de Campo Grande (MS).
Compartilhar
Depoimento do Pe. Roberto