Posts com a palavra-chave ‘vaticano’.

Vaticano reconhece milagre atribuído a Madre Teresa de Calcutá

A Santa Sé comunicou o parecer, da Congregação para a Causa dos Santos, que aprova o milagre atribuído à intercessão de Madre Teresa de Calcutá, beatificada por São João Paulo II, em 2003. Na quinta-feira, 17, o papa Francisco confirmou a decisão da canonização da beata que, provavelmente, ocorrerá durante as celebrações do Ano da Misericórdia.

madre-teresa

O processo de avaliação foi concluído em julho deste ano. O milagre atribuído a Madre Teresa ocorreu no Brasil, para a cura inexplicável de um homem, morador de Santos (SP), em meados de 2008. Na época, ele tinha 35 anos e sofria de grave doença cerebral. Após pedir a intercessão da beata, teve recuperação imediata.

Reconhecimento

De acordo com o promotor de justiça no processo local de canonização, padre Caetano Rizzi, o caso do milagre foi enviado ao Vaticano no início deste ano. Por não haver impedimentos, foi considerado válido para a instauração do processo.

“Ouvimos diversas testemunhas, ouvimos o possível miraculado. Foi um processo longo, intenso, com muitas audiências e muito trabalho. Mas a graça de Deus nos faz chegar à conclusão de que não temos aqui uma palavra para explicar o que aconteceu. Está sendo um processo muito rápido porque os fatos são evidentes”, explicou o sacerdote.

O delegado episcopal do Vaticano para o tribunal local, monsenhor Robert Sarno, descreveu como foi a última parte do processo. “Eles devem emitir uma opinião se existe uma explicação científica para a imediata e instantânea cura da pessoa. Se um deles afirma que sim, então o caso vai para a análise do conselho médico da Congregação que vai avaliar o possível milagre com base nos depoimentos das testemunhas e na documentação médica do caso”.

Vida de Madre Teresa 

Madre Teresa nasceu em 1910 em Skopje, território albanês, atualmente capital da Macedônia, e morreu em 1997 em Calcutá, na Índia. Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, nome de batismo da beata, recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979 por sua atuação missionária. Ela deixou sua terra natal aos 18 anos, retornando décadas mais tarde. A religiosa fundou a congregação “Missionárias da Caridade”.

CNBB com informações e foto da Rádio Vaticano.
Compartilhar

Núncio Apostólico no Brasil é transferido para Roma

Dom Lorenzo Baldisseri e Dom Roberto (Campos-RJ) em visita a Equipe Theòs na 46ª AG da CNBB de 2008 em Itaicí-SP

Na manhã desta quarta-feira, 11 de janeiro, o papa Bento XVI transferiu o atual Núncio Apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri para a Secretaria da Congregação para os Bispos, um dos dicastérios da Cúria Romana, no Vaticano. Dom Baldisseri havia completado nove anos de nomeação para a Nunciatura Apostólica no Brasil no dia 12 de dezembro passado. Antes, ele foi núncio no Haiti (1992 – 1995), no Paraguai (1995 – 1999), na Índia e no Nepal (1999 –2002).

No Brasil, ele sucedeu a dom Alfio Rapisarda. Dom Lorenzo Baldisseri passa a responder pela Secretaria da Congregação para os Bispos que tem como prefeito, desde junho de 2010, o cardeal canadense Marc Oullet, que esteve presente e orientou o retiro espiritual dos bispos na última Assembleia Geral da CNBB, em maio de 2011, em Aparecida (SP). O Secretário anterior da Congregação era o ex-núncio apostólico na Espanha, arcebispo português, dom Manuel Monteiro de Castro, que será criado cardeal no próximo Consistório, de 18 de fevereiro, conforme anúncio feito pelo Santo Padre no Angelus da Epifania, dia 6 de janeiro.

A propósito da transferência do núncio apostólico, o cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Raymundo Damasceno Assis, emitiu, em nome da Presidência, a seguinte nota:

Leia aqui.

Bento XVI lança portal de notícias do Vaticano

O papa Bento XVI lançou hoje (28) o portal News.va. Num computador em formato tablet o papa explorou o novo portal multimidiático de informações do Vaticano e fez seu primeiro tweet.

Segundo o presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, Arcebispo Claudio Maria Celli, dicastério responsável pela iniciativa, “trata-se de um portal multimídia que permitirá ao internauta acessar imediatamente as principais notícias, tanto dos meios impressos quanto radiofônicos – através da Rádio Vaticana –, bem como imagens gravadas pelo Centro Televisivo Vaticano”.

O foco das notícias será as atividades e intervenções do Magistério do Santo Padre, as tomadas de posição dos Dicastérios da Santa Sé e os mais importantes acontecimentos ou situações ligados às várias igrejas particulares espalhadas mundo afora.

Nos primeiros meses, o portal estará disponível em apenas duas línguas: italiano e inglês. Após o término do verão europeu, haverá a primeira remodelação e abertura do site em ao menos uma outra língua, provavelmente espanhol. No entanto, também se deseja que haja disponibilidade em francês e português.

Fonte: Canção Nova Notícias

 

Cappella Sistina

Faça uma visita virtual a Capela Sistina



Clique e arraste o mouse para mover a imagem.

É necessário ter instalado o Adobe Flash Player

Para visualizar em um tamanho maior visite: http://www.vatican.va/various/cappelle/sistina_vr/index.html

Brasil é um dos países que mais acessam o site da Santa Sé

O Brasil está entre os cinco países que mais acessam o site vaticano. A informação é de Dom Lucio Adrian Ruiz, responsável pelo serviço de internet do Governatorado, em uma entrevista ontem ao jornal L’Osservatore Romano.

O site está no ar desde o Natal de 1995. A primeira divulgação foi uma mensagem do Papa João Paulo II. Segundo Dom Ruiz, o site oficial da Santa Sé www.vatican.va é “o modo virtual da presença do ministério de Pedro do Pontífice para a Igreja universal na internet” e “uma espécie de janela virtual do Papa na rede”.

O horário de maior tráfego de acessos, segundo Dom Ruiz, é entre as 15 e 24 horas, horário de Roma. “Por ordem, os primeiros dez maiores acessos são de usuários dos Estados Unidos, Itália, Espanha, Alemanha e Brasil, seguidos pela Coréia do Sul, México, Canadá, França e China”.

Depoimento do Pe. Roberto